Pages

quinta-feira, abril 15, 2010

Do termo Bruxa



“Muitas pessoas me perguntam por que eu uso o termo “bruxa” tantas vezes no The Holy Book. Por que eu não posso chamar isso de “womanspirit” ou “guia interior da Deusa”?


Termos seguros e New Age que não incomodam ninguém?


Minha resposta é: eu gosto da palavra “bruxa” (witch).


É a única palavra do inglês que denota “mulher com poder espiritual”.


Eu sei que as propagandas negativas de Hollywood e do cristianismo fizeram as pessoas pensarem que as bruxas são completamente maléficas (...) Nós encontramos a mulher espiritualizada relegada ao ramo do negativo, mas isso não quer dizer que você não pode reivindicar/recuperar essa palavra. (...)


Eu explico que essa palavra significa “sacerdotisa”, que ela sofreu muita detração e propaganda negativa, e que nós estamos procurando recuperar a dignidade das bruxas e educar o mundo sobre a bruxaria. Se você insiste em reeducar as pessoas sobre uma palavra, você pode até demorar vinte anos, mas você vai conseguir.”


Z. Budapest.


Extraído da Apostila Dianismo Feminista. De Gabriela Valiana. p. 28

2 comentários:

  1. Olha, eu também sempre me considerei uma bruxa.
    Como se tivesse uma força dentro de mim que vai além do que pode ser pensado.

    ResponderExcluir
  2. As Bruxas somos as Mulheres Sábias, aquelas que Modificam e Livres são :)

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras



Textos e imagens aqui elencadas e publicadas refletem minha crença, minhas opiniões. Assim peço sejam respeitados como tal. Lembremos que incorrer em desrespeito público para com assuntos desta índole pode derivar em ações legais.

Luciana Onofre

Share |

)O(

“La Diosa que hay en mi, contempla a la Diosa que hay en ti”