Pages

sábado, julho 30, 2011

Das coisas que sabem seus lugares



Então é assim, estou com uma patologia complicada, dolorida, mais uma sim...

Entre tanto escrevo não sobre ela, mas sim do como as coisas, os fatos sabem quando devem gerar espaço para que possamos ter a chance de viver, de celebrar, de estar com quem queremos bem.

Em tese eu não poderia concretizar o encontro com pessoas que me falaram e falam à alma.
Mas a dor e a doença souberam se calar, ainda que por apenas 3 dias.

E de forma mágica tudo pude.
De forma sagrada o encontro se deu, tomou forma e sentido.

Assim pelo menos a dor, doença, tristeza deram espaço à descoberta de que quando em coletivo com mulheres mágicas, tudo o mais se supera.


Eternamente grata aos meus Deuses,

Luciana

2 comentários:

  1. É sempre um jeito novo, Lú... tudo um novo jeito de pensar e de fazer.

    ResponderExcluir
  2. Que o novo sempre seja visível a alma!
    Obrigada por fazer parte desse lindo coletivo de mulheres mágicas que fazem acontecer!

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras



Textos e imagens aqui elencadas e publicadas refletem minha crença, minhas opiniões. Assim peço sejam respeitados como tal. Lembremos que incorrer em desrespeito público para com assuntos desta índole pode derivar em ações legais.

Luciana Onofre

Share |

)O(

“La Diosa que hay en mi, contempla a la Diosa que hay en ti”