Pages

domingo, julho 18, 2010

TPM...



Alguém que em tese (suponho eu) não sabe o que fez, elaborou uma frase de desconstrução daquilo que em casa eu trabalho sobre TPM, menstruação, mulher, ser-fêmea.


Felipe e Alícia são crianças como todas as crianças que há mundo afora.
Brigam como tal.
Mas a justificativa/tentativa de fazer que Felipe compreendesse o por que Alícia tinha se melindrado com o empurrão que o irmãozinho lhe deu foi: "Mulheres sempre estão em TPM, então melhor a gente nem "triscar" nelas"...


Eles, as crianças não entenderam de imediato o que havia ali, naquela frase.
Mas Alícia compreendeu que aquilo tinha me ferido mortalmente, e me pediu que lhe explicasse o por que...


Falei sobre o que é o termo TPM, e de como o  ser humano quando machista, seja mulher ou homem entende de forma errónea sangrar todo mês. Falei que ali naquela frase que foi dita ao Felipe, mesmo ele não tendo entendido patavinas, havia uma ideologia de exclusão para com a mulher.
Que assim Felipe iria pensar a mim e a ela como pessoas, seres humanos estranhos, impossíveis de entender, e evitáveis.


Ela ficou muito, mais muito magoada com quem teceu o comentário infeliz.
Pegou o livro Rubra Força, e foi lá fora, sentou no sofá do terraço e leu o prefácio em voz beeem alta.


E se fez o silêncio. Felipe sentou ao seu lado e sinceramente, foi comovedor vê-los sentadinhos de mãos dadas, um lendo, o outro ouvindo, e a pessoa aquela, com cara de "não sei onde fui amarrar minha burra".


Quando Alícia conclui a leitura, Felipe dentro do que lhe é possível entender do alto dos seus 6 anos de idade, complementou: Eu entendo o que  mamãe sente, sangrar pode doer também, quando eu sangro no hospital fico dolorido... E choro, e fico triste."


Para ele meu sangrar "pode" doer, e vi que ele compreende que aquele período do sangrar é um ciclo em que eu fico emotiva "choro, e fico triste", e mais além, ele compreende que assim como a quimio que ele faz de 4 em 4 meses é um período sensível dele, menstruar também o é.


Ele finalizou a conversa dizendo: mamãe é forte por que ela sangra todo mês e nunca tem medo.






Luciana

8 comentários:

  1. Cara, frase mais linda do ano: "mamãe é forte por que ela sangra todo mês e nunca tem medo".

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que palavras lindas essa última frase.
    Muito bonito, muito bonito mesmo minha querida.

    Beijinhos, tenho saudades suas sabe? Amanhã volto à minha rotina na Internet! :)

    **

    ResponderExcluir
  3. obrigada queridas, a ambas por virem aqui, e em fim partilharem do cotidiano que se faz!

    Mônica tmb tenho imensa saudade!

    ResponderExcluir
  4. Só poderiam ser suas crias!!!!
    Que coisa linda e emocionante!
    Beijinhos, Ghi

    ResponderExcluir
  5. Muito fofo!
    As vezes a gente fala coisas sem pensar quando está bravo....e sem perceber solta dessas, que o patriarcado deixou como resquício =/
    Seus filhos são uns amores =3
    As mãozinhas dadas foram d+ *-*

    mas o filho dessa mamãe também é forte =) justamente por serem do mesmo sangue

    Parabéns

    ResponderExcluir
  6. Lú,
    que emocionante este seu relato, imagino o quanto o foi para vc tb.
    Parabéns pela mãe que és.

    Bjokas

    ResponderExcluir
  7. Q lindo, emocionante, e a pessoa q falou..p/ crianças. Elas são poderosas , tb, com essa mãe.
    AXÈ

    ResponderExcluir
  8. ...T.P.M. (TENSÃO PRÉ MENSTRUAL)
    Sou Terapeuta em REFLEXOLOGIA,
    pelo IOR, 73 anos de idade com 40 anos dedicados ao estudo e pesquisa do comportamento humano. Tenho atendido várias mulheres com TPM (TENSÃO PRÉ MENSTRUAL).
    Recebendo as técnicas da REFLEXOLOGIA, o Paciente consegue obter ótimos resultados; que proporcionarão assim uma excelente melhora em sua qualidade de vida.
    A REFLEXOLOGIA consiste em ativar pontos específicos nos pés, desbloqueando canais
    de comunicação com o cérebro, para que este
    possa agir, corrigindo assim o problema.
    Não tem contra indicação para estes
    casos e não usa medicamentos
    Visite meu Site: www.djalma.com.br
    São Paulo SP ( Metrô Santana) BRASIL. :.

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras



Textos e imagens aqui elencadas e publicadas refletem minha crença, minhas opiniões. Assim peço sejam respeitados como tal. Lembremos que incorrer em desrespeito público para com assuntos desta índole pode derivar em ações legais.

Luciana Onofre

Share |

)O(

“La Diosa que hay en mi, contempla a la Diosa que hay en ti”